quinta-feira, 26 de abril de 2012

GANADORES DEL 2º CONCURSO INTERNACIONAL POETIZAR EL MUNDO


Recibimos 755 poemas. Agradecemos mucho a todos los poetas que participaron. Los trabajos son excelentes, y el jurado trabajó mucho hasta llegar a uma decisión. Gracias a todos.

1° Lugar
PERLA EN EL UNIVERSO

Hermosa como ninguna, la tierra sigue girando
entre el paso de los siglos y un mundo que va cambiando.
Maravilla incomparable, sueño de tantos poetas
que han dedicado sus versos a este excelso planeta,
y a sus colores de vida que el universo refleja.



Sheina Lee Leoni Handel
Montevideo, Uruguay


2º Lugar
EMPÍREO


Escribir es morir a cada instante
y también soñar
poder dar a la existencia un aliento de muerte cada noche
pero no escribo
únicamente vomito lo invisible

Pavel Carlos Muñoz Ayona
Lima, Peru

3º Lugar
SENTIDO

No es que perdi el tren
porque estuviese atrasada
es que yo esperaba
en el outro sentido.



Autora: Ester Buffa
São Paulo, Brasil

4º Lugar
1 (Uno)

Miráme,
ayudáme a contemplar
los profundos ojos
del niño antiguo.
Me avergüenzan.

Darío Alejandro Paiva
De Buenos Aires, Argentina

5º Lugar


A última Nana


Antes que la noche escribiera
un final azul bajo sus párpados,
el cuento perdió la última hoja
y las hadas cayeron
                        al vacío.
Erick Edilberto Estrada Quispe
Arequipa - Peru



6º Lugar
CAMINO
El sol,
se ha escapado de la humanidad.
¡Qué extraño!
una niña alumbra el camino.


Yajaira Coromoto Álvarez Giménez
Barquisimeto, Venezuela

7º Lugar
RUMBO A LA DEMENCIA

En el límite exacto de la sensatez
y en extraños estados de tiempos no vividos
(huelo su aroma)
transporto el dedo índice hasta mis sienes
cual bala penetrando en mis deseos.

Gloria Olguin
 IQUIQUE – CHILE


8º Lugar

CAMINO LA TARDE

Voy caminando la tarde, me ayuda a recordar
en este viaje de ida conmigo los años van;
insiste, insiste la tarde en las cosas que hice mal…
pero la vida me dice: Basta ya de llorar.
Dios te ha puesto la mesa con tu vino y con tu pan.

Ester García
Buenos Aires, Argentina


9º Lugar

XIII

Olvidé que aquel árbol estaba allí creciendo
ahuecándose dentro
no me culpen si arrastro tantos bosques desechos
ya no tengo familia
hay un túnel. He muerto.



Claudia Alemán Concepción
La Habana Cuba


10º  Lugar
Mares

A veces somos mares tormentosos sobrevolados por incontables gaviotas
otras veces somos el mar calmo y sin gaviotas
otras veces somos el mar que se ondea tranquilamente y las gaviotas bajan…
en ese punto la soledad se diluye ...y la gaviota muere de amor.


Catalina Sánchez Bohórquez
Bogotá, Colombia

segunda-feira, 23 de abril de 2012

4º CONCURSO DE POESIA “POETIZAR O MUNDO”




TEMA: QUADROS DO ARTISTA PLÁSTICO CARLOS ZEMEK

MODALIDADE: Minimalista

IMPORTANTE:  somente serão admitidos poemas inspirados ou relacionados com alguma das telas do artista plástico Carlos Zemek. No final da página apreciação crítica das obras por Claudia de Lara e Samways Neto.
As telas que devem servir como base para os poemas podem ser vistas no blog: cazemek.blogspot.com

Organizadora: escritora Isabel F. Furini, autora do livro de poemas “Os corvos de Van Gogh”.

1) O Concurso de Poemas tem como objetivo estimular a produção literária  e é destinado a todas as pessoas maiores de 18 anos que apresentem um poema minimalista inédito, escrito em português, e baseado em alguma das telas do artista plástico Carlos Zemek.

2) A inscrição é gratuita e poderá ser feita até 30 de agosto de 2012.

3) Cada concorrente poderá participar com apenas um poema minimalista (até 5 versos ou linhas) inédito (ou seja, ainda não impresso em papel, nem publicado na internet), que não tenha sido premiado em outro concurso, e relacionado com alguma das telas de Carlos Zemek.

4) Consideram-se inscritas as obras enviadas pelo e-mail: poetizaromundo@gmail.com
Em "assunto": 4º Concurso Poetizar o Mundo.

5) O poema deve ser digitado no corpo do e-mail, sem anexo, pois não abrimos arquivos. O poema deve estar escrito em língua portuguesa, digitado em espaço 2 (dois), com fonte Arial, tamanho 12 (doze).

6) Deverá constar no final: o título do poema,  nome completo do autor, seu endereço, e-mail, telefone, e 4 ou 5 linhas de currículo.

7) A comissão julgadora será composta por três jurados:  poeta, escritora e professora Dra. Tatiana Alves, autora de “Harpoesia” e “D'Além-Mar: Estudos de Literatura Portuguesa”;  poeta e escritor Benilson Toniolo, membro da Academia de Letras de Campos do Jordão, autor de “Sandálias Paternas”; e pelo escritor Dr. José Feldman, Doutor Honoris Causa em nível nacional e internacional da Academia de Letras do Brasil.

8) Premiação: o primeiro lugar receberá troféu e diploma. O segundo e terceiro lugares receberão diplomas. Serão escolhidas até três Menções Honrosas, que também receberão diplomas.

9) O resultado do concurso será divulgado em sites literários da Internet e nos blogues:  www.cazemek.blogspot.com;  

11) O resultado será divulgado até 21 de outubro/2012. Na ocasião também será homenageada  a escritora Adélia Maria Woellner pelo seu trabalho em prol da literatura paranaense.

12º) Os dez primeiros colocados terão seus poemas divulgados nos blogues citados.

13º) Está proibida a participação da organizadora do concurso, dos jurados e do artista plástico cujas obras servirão de inspiração aos poetas.

14º) O encaminhamento dos trabalhos na forma prevista neste regulamento implica na concordância com as disposições nele consignadas.

SOBRE A OBRA DE CARLOS ZEMEK
“Fayga Ostrower em Universos da Arte, fala em três correntes estilísticas, que ela nomeia como “três atitudes básicas”. Seriam o Naturalismo, o Idealismo e o Epressionismo. Nao sao excludentes, e, por vezes, até se interpenetram no estilo de uma época ou na obra de um artista. Dentro de uma vertente expressionista é como vejo a obra de Carlos Zemek. Sua poética é a pintura e sua temática são seus sonhos, estudos de astronomia e conhecimento de lendas, filosofia celta e culturas e religiões antigas  Por isso nao o cosideramos surrealista ou dentro do genero da arte fantastica, pois sua obra é a representacao de uma compreensão de uma experiência real.”  Cláudia de Lara, artista plástica.
            “Carlos Zemek faz em suas telas a experiência mística que inspira sua cosmovisão .  É o olhar transposto ao profundo da vida espiritual não percebida no cotidiano da vida. Cumpre com dignidade a missão de artista, de revelar ao mundo o que sua sensibilidade lhe desvela. O retrato da realidade macro-cósmica presente nos detalhes micro-cósmicos. Zemek narra as cores diáfanas que movimentam o oculto. Insinua que a significação que parece estar fora, está, na verdade, dentro de quem contempla sua obra.”  Joel Samways Neto, escritor.



Isabel Furini
Organizadora
Curitiba, 15 de abril de 2012.

                                                                       ***

quarta-feira, 18 de abril de 2012

LITERARTE PARANAENSE


LITERARTE PARANAENSE - Promoção: SESC Água Verde - Curitiba /PR LOCAL: SESC Água Verde Salão de Eventos Av. República Argentina, 944 Fone: (41) 3342-7577 DATA 20 de Abril de 2012 (sexta-feira) HORÁRIO Das 18 horas às 21h30 CONTATO literarteparanaense@gmail.com

PROGRAMAÇÃO

18h00 – Abertura Oficial - Apresentação de expositores convidados (educação, literatura, música e artes visuais)

18h10 - Lançamentos de livros e início da sessão de autógrafos 1- BALELA – Mario Auvim 2 - ESTRANHA VISÃO - Rosalina Candida Carvalho 3 INICIAÇÃO CRISTÃ - Diácono Sérgio Ferreira de Almeida

18h15 – Grupo de Seresta Sesc Água Verde 18h30 - Palestra com Anthony Leahy, Diretor do Instituto Memória: Identidade Nacional e Cultura Regional 19h00 – Mesa Redonda: A produção intelectual docente e a responsabilidade de seu legado para a cultura local. Mediadora: Susan Blum (Universidade Positivo) Componentes: Adélia Maria Woellner (UFPR), Adonai Sant'Ana (UFPR), Anthony Leahy (Instituto Memória), Isabel Furini (professora do Solar do Rosário) e (Universidade Positivo).

20h00 – Performance poética Altair de Oliveira (Declamação e Varal de Poesia) João Bello e Susi Monte Serrat (música e poesia)

20h30 – Homenagem e show musical Suka Rodrigues: Fotografias de Ivo, família e Banda Blindagem (acervo pessoal em multimídia) Adriano Antunes (canta Blindagem e composições próprias) Todos os músicos ao palco (homenagem coletiva)

21h30 - Encerramento

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Jurados do 4º Concurso Poetizar o Mundo



Já foram escolhidos os Jurados do 4º Concurso Poetizar o Mundo, são eles: Tatiana Alves Soares Caldas, Benilson Toniolo e José Feldman.

Tatiana Alves Soares Caldas

Possui Graduação em Letras (Português-Literaturas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - Bacharelado e Licenciatura (1988), Especialização em Literatura Portuguesa (1989), pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Especialização em Literatura Brasileira pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1993), Mestrado em Letras (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1993) e Doutorado em Letras (Letras Vernáculas) pela mesma universidade (2000). Atualmente integra o quadro efetivo do CEFET / RJ, na área de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira, em regime de dedicação exclusiva. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literaturas Portuguesa, Brasileira e Africanas. Integra o grupo de pesquisa "Afro-brasileiros, Discurso, Estudos Literários e Culturais" e o NEAB, ambos no CEFET / RJ. Leciona Língua Portuguesa e Literatura Brasileira no ensino médio e técnico, atua na Pós-Graduação Lato Sensu "Relações Etnicorraciais e Educação: uma proposta de (re)construção do imaginário social" e no Mestrado em Relações Etnicorraciais, trabalhando com Literaturas Africanas e com a Poesia Negra brasileira.

ALVES, Tatiana. D'ALÉM-MAR: ESTUDOS DE LITERATURA PORTUGUESA. 1ª. ed. Rio de Janeiro: Oficina Editores, 2008. v. 1. 242 p.



JOSÉ FELDMAN



Nasceu na cidade de São Paulo, no dia 27 de setembro de 1954, filho de Moisés Feldman, (falecido), representante de móveis e Mina Feldman.

Começou desde os 10 anos a mostrar aptidão para a escrita, ao escrever pequenos contos baseados em personagens de história em quadrinhos.

Com cerca de 13 anos de idade, começou a escrever as suas primeiras poesias.

Seus primeiros livros foram a coleção de Monteiro Lobato dada por seu pai, o qual conhecera Lobato pessoalmente, na época que lançava O Poço do Visconde. Com seu pai, o qual tocava bandolim, também aprendeu o gosto pela música.

Desde 1973, com uma fome enorme de conhecimento, realizou vários cursos, como Filosofia no Instituto Palas Athena, Italiano na Associação de Cultura Afro-Brasileira, Inglês no Instituto Roosevelt e Instituto Norte Americano, Leitura Dinâmica e Desinibição e Criatividade, no Instituto Dynamics Cymel, Arte Dramática no Instituto Macunaíma, Filosofia no Centro de Estudos Filosóficos Pró-Vida, além de diversas palestras e encontros de literatura.

No ICIB, pertenceu a diretoria cultural, promovendo diversos eventos musicais, além da Oficina de Trovas, ministrada pelo grande trovador Izo Goldman, e revelando talentos musicais dos jogadores do departamento de xadrez.

Começou a dar maior ênfase também à literatura, ao fazer, na Casa Mário de Andrade (Oficina da Palavra) o curso de Poesia Viva, com a poetisa Eunice Arruda, curso de literatura com Mario Amato, Ficção Cientifica na literatura e no cinema com o escritor de renome internacional, André G. Carneiro, além da Oficina de Trovas com Izo Goldman.

Foi membro da Casa do Poeta Lampião de Gaz (São Paulo).

Com as trovas, obteve pela primeira vez uma menção honrosa no Concurso de Santa Cruz do Sul (RS).

Casou-se em 1995 com a poetisa, escritora e dramaturga paranaense Alba Krishna Topan, a qual conhecera no curso de Ficção Científica, na Casa Mario de Andrade, separando-se em 2010.

Eleito em 2001 como vice presidente da diretoria provisória, da Associação dos Literatos ALIUBI.

Convidado a ser delegado da UBT Paraná, pela União Brasileira de Trovadores do Paraná, auxiliou na elaboração do Boletim Paraná em Trovas com a presidente da UBT Paraná Vânia Ennes, o secretário Nei Garcez e o grande trovador A. A. de Assis.

Edita um Boletim que foi indicado para ser inserido nos anais da Casa Legislativa Maçonica, que segundo as palavras do magistrado , Mestre Maçom e Deputado da Loja "Os Templários", de Curitiba, PR, Valter Martins de Toledo: "..projetos de primeira qualidade, com no é o caso do "Boletim Singrando Horizontes", editado pelo Professor José Feldman, na cidade de Ubiratã - Paraná.

Criou o Blog Pavilhão Literário Cultural Singrando Horizontes (http://singrandohorizontes.blogspot.com/) seguindo os mesmos moldes do boletim, com muito mais conteúdo, postados diariamente, iniciado ao final de dezembro de 2007.

Em novembro de 2008, a convite do escritor Sorocabano Douglas Lara, passou a ser membro da ONE (Ordem Nacional dos Escritores), recebendo o medalhão das mãos do presidente da ONE, José Verdasca, em 19 de dezembro de 2008, no Gabinete de Leitura, em Sorocaba.

Em março de 2009 foi indicado para Cadeira Vitalícia na Academia de Letras do Brasil, pelo presidente da mesma, Dr. Mário Carabajal, tomando posse em 12 de agosto de 2009, na cidade de Piracicaba/SP, recebendo também o diploma de Doutor Honoris Causa e sendo nomeado presidente da ALB/Paraná.

É tambem membro do Conselho de Érica da ALB.

Consul municipal dos Poetas del Mundo.

Diretor da ALIUBI - Associação dos Literatos de Ubiratã.

Colaborador do Portal CEN.


BENILSON TONIOLO


Paulista de Santos, nasceu em 1968 e vive em Campos do Jordão.
Participou ativamente do movimento literário santista do início dos anos 90 e atuou na Secretaria Municipal de Cultura.
Formado em Hotelaria pelo SENAC, atualmente é aluno do Curso de Letras da UNIP.
Autor de uma dúzia de livros ainda inéditos, entre poesia e prosa, é membro da Academia de Letras de Campos do Jordão, União Brasileira de Trovadores e União Brasileira de Escritores.
Fundador do Centro de Ação Literária de Campos do Jordão, onde edita o CAL, informativo literário cujo objetivo é divulgar o trabalho de poetas iniciantes.
Publica seus textos no blog http://blogdobenilson.blogspot.com

Lançamento "Os Corvos de Van Gogh" - Poemas

quarta-feira, 11 de abril de 2012

HAIKAI de Alvaro Posselt


Já tentei várias vezes
Para renascer
levam-se quantos meses?

Poema de ALVARO POSSELT - professor e haikaista paranaense.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...